Instituto Maurício de Nassau

24 de Março de 2014
Autor thalyta.duarte - Postado em Artigos |

Pesquisa revela que recifense quer infraestrutura para pedalar

Levantamento realizado pelo Instituto de Pesquisa Maurício de Nassau (IPMN) mostra que o recifense gosta, aprova e quer a expansão do uso da bicicleta na cidade. Entretanto, a pesquisa mostra que a maior parte da população não trocará o carro, a moto e até mesmo o transporte público para chegar de bike ao trabalho se o poder público resistir à implantação de ciclovias e ciclofaixas. A pesquisa foi realizada nos dias 6 e 7 de março e  ouviu 631 pessoas.

Os dados levantados demonstram que 75% dos entrevistados são a favor da criação de ciclofaixas no Recife, contra 19,7% que desaprovam. Contudo, desse total, apenas 20,6% estariam dispostas a trocar o transporte público, o carro ou a moto pela bicicleta no deslocamento diário pela cidade. A pesquisa mostra também que entre os entrevistados, apenas 15,9% usam a bicicleta frequentemente, enquanto 77,9% não fazem uso com frequência. Quem utiliza, o faz, em sua maioria, por lazer (61,2%). Apenas 15,3% usam para o trabalho.

O economista do IPMN, Djalma Guimarães, destaca que “as pessoas têm uma tendência a responder a estímulos. É o caso das ciclovias e ciclofaixas. Se o poder público investir num sistema seguro, com rotas racionais, interligadas, mudará essa opinião”. O coordenador da pesquisa alerta, ainda, que a iniciativa privada também deve ficar atenta a essa tendência. “As empresas necessitam criar espaços para que os funcionários possam tomar um banho, por exemplo, ao chegar de bicicleta. Só assim serão estimulados”, conclui o economista.

Deixe seu comentário!

As opiniões postadas neste blog não refletem necessariamente a posição deste Instituto.

Copyright © Núcleo de Tecnologia da Informação - ESBJ

Recife

Endereço: Rua Manoel Caetano, 132, Derby, Recife-PE - CEP.: 52010-220
Contato: 3413-4611

Uma instituição do Grupo Ser Educacional